Não vale a pena falar a verdade, diz caseiro que derrubou Palocci

O caseiro Francenildo Santos Costa disse nesta quinta-feira que se arrepende por ter falado a verdade sobre o ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci, por que agora não consegue mais emprego. "Não estou conseguindo emprego, aí. Todo mundo fala: Ah, esse rapaz deve falar demais, não vamos dar serviço pra ele, não!", disse ao Jornal da Record. "Aí, é nessa hora que eu estou falando que não vale a pena falar a verdade". Nildo, como é conhecido, denunciou, em entrevista exclusiva ao Estado, às visitas do ex-ministro à mansão alugada em Brasília pelos lobistas conhecidos como república de Ribeirão Preto e afirmou ter visto dinheiro chegar em malas e ser dividido na casa. Palocci foi demitido do governo Lula após a descoberta da quebra ilegal do sigilo bancário do caseiro.Ele lembrou que Palocci é candidato a deputado federal e que ele não consegue nenhum trabalho. De acordo com a TV Record, Costa vive hoje de favor na casa de parentes, na periferia de Brasília. O ex-caseiro entrou na Justiça com pedidos de indenização por danos morais. O advogado dele, Wlicio Nascimento, afirma que "o ofensor, quem cometeu o dano, deve ser punido".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.