Não tenho dúvida que Aécio está na frente, diz Virgilio

O prefeito de Manaus, Arthur Virgilio, um dos principais líderes do PSDB, afirmou nesta sexta-feira, 24, no Rio "não ter dúvidas" de que o candidato do partido à Presidência, Aécio Neves, está na frente nas intenções de voto e irá vencer as eleições do próximo domingo. Segundo ele, pesquisas internas de bancos e o comportamento do mercado financeiro nesta sexta-feira indicam a vitória do candidato tucano.

ANTONIO PITA, Estadão Conteúdo

24 de outubro de 2014 | 20h15

"Institutos de pesquisa podem ter erros de metodologia, mas os bancos querem saber efetivamente quem vai ser seu interlocutor. Eles não erram e não há nenhum tracking dos bancos em que Aécio não esteja na frente", afirmou o tucano, na chegada ao hotel onde está hospedado, no Rio, o mesmo em que está toda a comitiva presidencial.

Virgilio disse ainda que tem resultados de levantamentos internos que, segundo ele, indicam o candidato tucano até seis pontos à frente de Dilma Rousseff. "Esse instituto acertou até as vírgulas no primeiro turno", comentou. "O que vai decidir é a economia. Como uma candidata que ao subir nas pesquisas faz a bolsa cair pode representar a vontade do povo brasileiro?"

O prefeito também falou sobre as denúncias de corrupção na Petrobras, relatadas pela revista Veja. "Todos os dias temos notícia de corrupção, sabemos que é um governo escandaloso. São denúncias graves, mas o grande problema é que eles conseguiram banalizar a corrupção", afirmou.

Para Virgílio, que está no Rio para acompanhar o debate presidencial, o confronto entre os candidatos terá tom mais ameno. "Aécio vai saber dosar, dar o tom necessário e respeitar a adversária, porque isso é de sua natureza. Ele sabe reagir e vai reagir", completou.

Segundo ele, o momento é de "virar a página de um governo que esclerosou as instituições". Inimigo notório do ex-presidente Lula, Arthur Virgilio ainda provocou o ex-presidente."O Lula é uma espécie de Vasco da Gama de mim, que sou Flamenguista. Ele sempre chega em segundo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.