'Não sou candidata à Presidência da República', diz Dilma

Ministra diz que reage com 'profundo cansaço' aos rumores de que ela poderá ser candidata do PT ao cargo

Leonardo Goy, de O Estado de S.Paulo

22 Janeiro 2008 | 13h49

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, negou nesta terça-feira, 22, que seja candidata à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2010. "Não sou candidata", afirmou. A ministra disse que reage com "profundo cansaço" aos rumores de que ela poderá ser candidata do PT ao cargo. "Esses boatos não me beneficiam e prejudicam o andamento do PAC", disse.   Veja também: Resultados do PAC são melhores do que o previsto, diz Mantega Íntegra do balanço do PAC    A ministra abriu a solenidade de apresentação do PAC nesta terça, e disse que a situação é muito positiva. Em 2007, o governo brasileiro gastou R$ 4,5 bilhões em obras do programa,  o que representou 27% dos R$ 16,5 bilhões destinados ao projeto no Orçamento, segundo dados divulgados nesta terça.   No balanço do primeiro aniversário do PAC, o governo informou ainda que no ano passado foram comprometidos 97% dos recursos do PAC.   O governo está monitorando 2.126 empreendimentos dentro do PAC. Desse total, 86% estão caminhando em ritmo que o governo considerada adequado; 12% exigem atenção e 2% são considerados preocupantes, segundo relatório.  

Mais conteúdo sobre:
Eleições 2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.