'Não me envolvi com Renan para melhorar de vida', diz Mônica

Pivô do escândalo envolvendo o senador, jornalista diz que seu relacionamento nunca foi escondido

Paulo Maciel, da Agência Estado,

08 de outubro de 2007 | 08h49

Mônica Veloso, pivô da crise envolvendo o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse, no domingo, 7, que seu relacionamento com o senador não era escondido. Em entrevista ao programa ShowBusiness, da RedeTV!, a jornalista procurou se desfazer do estigma de Bebel, personagem da novela Paraíso Tropical, da TV Globo. "Não me envolvi com um político para melhorar de vida", afirmou.  Mônica afirmou que quando começou a namorar com o senador era sócia de uma produtora que fez campanha para peemedebistas, entre os quais Renan, e independente financeiramente. Segundo ela, o senador havia prometido se separar da esposa para ficar com ela. "No início de 2003, ele me disse que estava separado e que já estava oficializando a situação", sustentou a jornalista. Segundo a ex-apresentadora de TV, o senador freqüentava lugares públicos acompanhado dela, como teria sido registrado por jornais locais da época. "Não era nada escondido", afirmou. Indagada se não achava estranho que a pensão da filha viesse das mãos de Cláudio Gontijo, um conhecido lobista da empreiteira Mendes Júnior, a jornalista preferiu não entrar em detalhes. "Eu não achava estranho, mas eu prefiro não avançar muito sobre isso porque as interpretações são sempre muito equivocadas."  Sobre as possíveis semelhanças com a personagem de Paraíso Tropical, Mônica afirmou que "existe uma alusão, sim, eu não posso negar". Por fim, afirmou que "o máximo que dá para a gente fazer é achar graça e saber que tudo no Brasil, no final das contas, pode virar piada." Mônica, capa da próxima edição da revista Playboy, teve uma filha com Renan e a pensão que recebe foi motivo de representação por quebra de decoro contra o presidente do Senado.

Tudo o que sabemos sobre:
caso RenanMônica Veloso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.