Não houve acordo definitivo sobre cortes, diz Fontana

O líder do governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (RS), afirmou hoje que não houve acordo definitivo sobre os cortes nas emendas de bancada e de comissões no Orçamento deste ano. Segundo ele, a proposta de reduzir em 50% os recursos para as emendas de bancadas e zerar as emendas de comissões é um ponto de partida para as negociações acerca dos cortes orçamentários, necessários, segundo o governo, para compensar a extinção da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).A informação foi dada por Fontana após a reunião em que líderes dos partidos aliados ao governo discutiram com os ministros do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, e das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, os cortes que serão feitos nas despesas previstas no Orçamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.