Não há superfaturamento na refinaria de PE, diz gerente

O gerente-geral de Implementação de Empreendimentos da Petrobras para a Refinaria Abreu e Lima, Glauco Colepicolo Legati, negou a existência de irregularidades na construção do empreendimento em Pernambuco. "Não tem nada que esteja fora do preço de mercado, não tem superfaturamento, não tem sobrepreço. Os custos são compatíveis com uma obra do porte da Rnest (Refinaria do Nordeste)", afirmou ele, em depoimento à CPI da Petrobras do Senado, nesta quarta-feira, 16.

RICARDO BRITO, Agência Estado

16 de julho de 2014 | 15h42

Glauco Legati repetiu que os custos da refinaria estão adequados e aderentes às estimativas feitas pela Petrobras. Ele disse que uma eventual mudança na lei para cuidar especificamente das obras da estatal seria "muito produtiva", uma vez que poderiam ser encerradas todas as demandas que dizem respeito a divergências de metodologia entre a estatal e os órgãos de controle.

" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;

Tudo o que sabemos sobre:
CPIPetrobrasSenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.