Não há ilícito em áudios, diz defesa do filho de Sarney

Para o advogado do empresário Fernando Sarney, Eduardo Ferrão, o áudio das gravações feitas pela Polícia Federal, divulgadas hoje pelo jornal O Estado de S.Paulo, "não revelam a prática de qualquer ato ilícito" por parte de Fernando, sua filha Maria Beatriz, e o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Em nota divulgada à imprensa, Ferrão diz que o inquérito policial do qual foram retirados os diálogos está sob sigilo de Justiça, e que a conversa não poderia ter sido divulgada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.