Não há escravos em fazenda de Inocêncio, diz nota

O Ministério do Trabalho divulgou nota oficial afirmando que, ao contrário da notícia publicada hoje no jornal Folha de S.Paulo, a fiscalização do ministério não encontrou elementos que caracterizem a existência de trabalho escravo, como a coação moral ou física, cerceamento da liberdade e pessoas armadas no ambiente de trabalho na fazenda Caraíbas, no município de Gonçalves Dias, no Maranhão, de propriedade do líder do PFL na Câmara, Inocêncio Oliveira. A nota confirma que a fazenda está sendo fiscalizada e que a fiscalização terá continuidade, respeitando o princípio de sigilo da ação. A nota esclarece que a quebra desse sigilo só foi feita em função das notícias veiculadas pela imprensa em relação à fazenda que pertence ao líder do PFL.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.