Não há cálculo entre prefeituras

Não há um cálculo para o gasto com publicidade das 5.564 prefeituras do País. A de São Paulo, a maior, dispõe de R$ 40 milhões para este ano, segundo sua assessoria de imprensa.O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, disse que 4,5 mil cidades têm menos ou até 10 mil habitantes e sua propaganda é pequena, dirigida apenas a rádios e jornais locais. Para Fernando Barros, diretor da agência Propeg, tão importante quanto a propaganda para a eleição - ou reeleição - do prefeito é a máquina administrativa. "Quem está no poder tem 30% de chance de se eleger se fizer uma administração de média para boa. Quem fizer uma ótima administração já está garantido; medianamente operada a máquina, já é uma boa ajuda", disse. "Se o índice de rejeição for alto, ninguém dá jeito."As prefeituras só podem fazer propaganda de suas obras até junho. Mesmo assim, muitos burlam as proibições. São votos de feliz Natal fora de hora, cartas e até anúncios clandestinos, quase sempre descobertos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.