'Não existe transporte gratuito', diz ministro

O ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues disse hoje que a utilização de parte da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para subsidiar o transporte público não parece algo "absurdo", mas essa possibilidade precisaria ser bem estudada antes de colocada em prática. "Não existe transporte gratuito, alguém tem de pagar", comentou a jornalistas após a cerimônia de abertura do 28º International Society of Sugar Cane Technologists (ISSCT), em São Paulo.

JOSÉ ROBERTO GOMES, Agência Estado

24 Junho 2013 | 13h08

Prefeitos de capitais querem levar a ideia à reunião desta segunda-feira, 24, com a presidente Dilma Rousseff. O objetivo é que uma parcela da Cide seja destinada a um fundo que financie o transporte coletivo e barateie as tarifas. O Movimento Passe Livre (MPL) também divulgou nota pedindo a "municipalização da Cide e sua destinação integral e exclusiva ao transporte público".

Definição

Roberto Rodrigues disse que falta ao Brasil uma política energética definida, de forma a beneficiar o setor de etanol. "O primeiro passo para isso é fazer um alinhamento do preço da gasolina", afirmou, referindo-se ao controle exercido pelo governo sobre o valor do combustível. "O etanol é estratégico, mas não há estratégia para o etanol", informou.

Mais conteúdo sobre:
transporte Cide ministro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.