Não existe lulismo nem dilmismo, diz presidente do PT

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, condenou a recente onda de comparações entre a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e afirmou que não existe "lulismo nem dilmismo". Na solenidade de comemoração dos 31 anos do PT, que reconduzirá Lula à presidência de honra do partido, ele afirmou que existe "o legado de Lula" e a futura herança de Dilma.

ANDREA JUBÉ VIANNA, Agência Estado

10 de fevereiro de 2011 | 18h55

"Existem setores que têm interesse em desqualificar e desconstruir o presidente Lula, criando situações de uma dicotomia, um conflito entre o lulismo e o dilmismo. Mas não há isso. O governo Dilma é de continuidade e de aprofundamento das mudanças. É claro que os estilos, as personalidades e o sexo são diferentes", afirmou. Ele acrescentou que "não há dilmismo nem lulismo". Para ele, há o legado do Lula e a construção do que também será um grande legado da companheira Dilma".

O dirigente petista também rebateu afirmações de que estaria fazendo falta ao partido o "carisma" de Lula. "Colocaram essa falta de carisma como impeditivo na campanha eleitoral. Mas a Dilma superou tudo isso, teve uma votação consagradora, e hoje está presidindo com o nosso total apoio".

Tudo o que sabemos sobre:
LulaDilmaPTJosé Eduardo Dutra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.