"Não elegemos só um homem; elegemos uma parte da História"

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva Lula disse hoje, durante o I Seminário Internacional dos Fundos de Pensão, no Rio, que se engana quem pensa que ele é só mais um presidente. "Não elegemos um homem, elegemos uma parte da história do nosso continente e do nosso País", afirmou Lula, sendo interrompido por fortes aplausos da platéia. "Um homem pode até fracassar, a História não", disse ele.Segundo Lula, a simbologia de um torneiro mecânico que atinge a Presidência não pode deixar de dar resultado. "Temos que transformar essa vontade em resultados concretos", afirmou.Durante seu discurso, ele comparou o modelo econômico dos últimos 10 a 15 anos a uma bicicleta ergométrica, que ele chamou de ?bicicleta de apartamento?. Segundo Lula, ao utilizar a bicicleta ergométrica, a pessoa pedala e não sai do lugar. ?Precisamos ver outras paisagens, sem favelas, sem esgoto a céu aberto e sem crianças trabalhando?, afirmou o presidente."Mercados invisíveis determinam o desenvolvimento ou o subdesenvolvimento dos países", disse Lula, acrescentando que esses mercados determinam o risco do País, a taxa de juros, de câmbio, o sucesso ou a quebra de empresas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.