Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

'Não é pela via do imposto que vamos resolver o problema da conta', diz Cunha

Presidente da Câmara voltou a se manifestar contra o aumento da carga tributária para equilibrar as contas públicas

Carla Araújo e Daniel Carvalho, O Estado de S. Paulo

08 de setembro de 2015 | 19h07

Brasília - O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), voltou a dizer que é contra o aumento de impostos para que o governo consiga ajustar as contas. "Sou radicalmente contra qualquer aumento de imposto. Não é pela via de aumento de imposto que nós vamos resolver o problema da conta", disse. "É melhor cortar gastos."

Cunha já havia comentado, nesta manhã, a possibilidade de a área econômica recorrer à elevação das alíquotas de tributos que não precisam de aprovação do Congresso Nacional, como Cide, IPI e IOF, para tentar reduzir o rombo no Orçamento da União. Disse que isso precisa ser mais bem estudado, devido aos impactos em alguns setores. "O governo já fez isso em 2015, aumentou PIS e Cofins sobre receita financeira por decreto, já vem fazendo essa prática, que também não é saudável", avaliou.

Netsa tarde tarde, ao comentar as declarações do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, sobre a discussão, junto ao Congresso, para encontrar formas mais adequadas de tornar viável "uma ponte fiscal sustentável", Cunha reafirmou que não será o Congresso que vai dar a solução para o déficit do Orçamento. Ressaltou que cabe ao governo propor algo. 

Sobre a possibilidade de elevação do Imposto de Renda, que o ministro Levy confirmou como um caminho possível, Cunha foi novamente taxativo: "Da minha parte serei contrário a aumento de imposto de qualquer natureza, seja de IRPF, seja alíquota por decreto, Cide, qualquer coisa que seja aumento de despesa para o contribuinte eu sou contrário", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.