Na União, gasto extra é de R$ 20 bi

O aumento dos gastos do Judiciário, Legislativo e Ministério Público acima do ritmo dos Executivos estaduais e da União, nos últimos 12 anos, já custa aos cofres públicos cerca de R$ 20 bilhões a mais, por ano. Na esfera federal, as despesas com pessoal nessas áreas cresceram 510% desde 1995, em plena era de estabilização inflacionária. No Executivo, o aumento ficou em 173%.Em São Paulo, os gastos têm crescido de forma parelha em todos os Poderes, o que ajuda o governo estadual a manter as finanças equilibradas, mas essa é uma exceção no País. No Rio Grande do Sul, a expansão da folha salarial do Judiciário, Legislativo e Ministério Público chega a 559% desde 1995, enquanto no Executivo não passa de 136%.De acordo com estimativas do governo gaúcho, a despesa de pessoal do Estado seria hoje R$ 1,3 bilhão menor caso os chefes dos demais Poderes tivessem acompanhado o Executivo no esforço de ajuste fiscal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.