Na TV, Lula defende candidatura de Fernando Haddad

Em sua primeira entrevista a uma TV brasileira desde que deixou a Presidência da República, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou o candidato à Prefeitura de São Paulo Fernando Haddad (PT) ao público e aproveitou para fazer propaganda do seu desempenho no Ministério da Educação .  

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

31 de maio de 2012 | 23h50

"São Paulo precisa de alguém que tenha o entusiasmo que ele teve na educação", defendeu. Durante entrevista ao apresentador Carlos Massa, o Ratinho, em seu programa de auditório no SBT, Lula admitiu que poderia voltar a se candidatar à Presidência se a presidente Dilma Rousseff não quiser tentar a reeleição - e também para evitar que o PSDB volte ao Planalto. "Eu não vou permitir que um tucano volte à Presidência do Brasil", afirmou.

No final, Lula mandou um recado ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, que o acusou de tentar interferir no adiamento do julgamento do mensalão. "Quem inventou a história, que prove a história", resumiu o ex-presidente, para quem o tempo "se encarregará" de mostrar a verdade.

Em 44 minutos de exposição ao vivo, Lula falou de sua luta contra o câncer na laringe e reclamou que, para que a população em geral tenha acesso ao mesmo tratamento que ele teve, seria preciso dinheiro. Segundo Lula, "por vingança", a oposição acabou com a CPMF, fato que teria prejudicado os usuários do SUS. "Por vingança me tiraram a CPMF, que era um imposto para rico", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaRatinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.