Na TV, Lula comemora crescimento da economia

No segundo pronunciamento do ano, nesta sexta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou os bons resultados econômicos, mostrou à população que manterá a linha da "recuperação sustentável da economia" e descartou a adoção de "planos mágicos". Mesmo otimista, Lula disse que ficará sempre "atento e vigilante" para manter a linha de recuperação econômica. Em cadeia de rádio e televisão, Lula comemorou o aumento do emprego com carteira assinada e o crescimento do PIB dos últimos seis meses."As taxas de crescimento do nosso PIB dos últimos meses surpreendem a todos, sobretudo quando comparadas com as taxas dos últimos anos, não deixando dúvidas quanto à enorme capacidade de recuperação de nossa economia quando administrada de forma responsável e firme", afirmou. O presidente admitiu que isso não significa que todos os problemas do País estejam resolvidos e que há muito a ser conquistado na área econômica e social.O presidente tentou traduzir para a população a importância do aumento das exportações. Segundo ele, exportar é "fundamental" porque significa dinheiro que "irriga a economia sem que o Brasil tenha que pagar nenhum juro por isso". O presidente destacou que a política externa conquistou "respeito e admiração" pelo equilíbrio e pela união de "um número expressivo de países em desenvolvimento nas negociações com os países mais ricos". De acordo com ele, pela primeira vez na história o País conquistou vitórias importantes na OMC contra os subsídios agrícolas dos países desenvolvidos.O presidente terminou o pronunciamento agradecendo aos empresários que compreenderam os esforços do governo em baixar os impostos dos produtos da cesta básica e que reduziram os preços do feijão, do arroz e da farinha de mandioca. "Tenham certeza de que continuarei sempre dando tudo de mim para jamais decepcionar vocês."Com duração de 6 minutos e 51 segundos, o pronunciamento foi gravado na noite de quinta-feira no Palácio da Alvorada sob a coordenação do ministro da Secretaria da Comunicação de Governo e Gestão Estratégica, Luiz Gushiken, e do publicitário Duda Mendonça. A última vez em que Lula dirigiu-se à população em cadeia nacional de rádio e televisão foi em maio, quando falou sobre a importância de sua viagem à China.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.