Na TV, Dilma defende reforma política

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, disse hoje ser contra as doações ocultas, prática por meio da qual as empresas fazem doações aos partidos políticos, e não diretamente aos candidatos. "Sou a favor de doações bastante explícitas e transparentes", afirmou, em resposta ao apresentador do programa "Roda Viva", Heródoto Barbeiro. O programa está sendo transmitido ao vivo pela internet e será exibido às 22h pela TV Cultura.

ANNE WARTH, Agência Estado

28 de junho de 2010 | 19h10

A ex-ministra-chefe da Casa Civil disse ser a favor de uma reforma política que trate dessa questão, do voto em lista e do financiamento público de campanhas eleitorais. Para ela, o ideal seria a criação de uma Assembleia Constituinte específica para aprovar a reforma política. "Sou a favor de uma reforma política. Acho que o Brasil precisa de uma reforma política em que haja financiamento público de campanha e voto em lista."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.