Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Na ofensiva contra Mourão, Carlos diz que não está reclamando no Twitter: 'São fatos'

'Lembro que não estou reclamando do vice só agora. São apenas informações! Não ataco ninguém', diz o filho do presidente Jair Bolsonaro

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2019 | 10h53
Atualizado 25 de abril de 2019 | 10h40

O vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, continua na ofensiva contra o vice-presidente Hamilton Mourão. Foram 17 tuítes contra o vice publicados em dois dias (veja todos abaixo), até 20:30 desta quarta. 

Ele nega que esteja apenas "reclamando do vice" no Twitter e diz que não são ataques: "São apenas fatos que já aconteceram e gostaria de continuar compartilhando".

Nesta quarta, Carlos atacou o vice publicando a chamada de uma matéria do Estado sobre uma declaração de Mourão a respeito do ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), que deixou o Brasil após sofrer ameaças de morte. Para Carlos, Mourão está alinhado com políticos que detestam Bolsonaro. Ele diz estranhar este suposto alinhamento.

A notícia publicada em janeiro informa que Mourão disse que Wyllys deveria ter ficado no Brasil; "Nosso governo não tem política para perseguir minorias, esse não é o jeito que nós nos comportamos. Poderíamos protegê-lo", disse o vice na época

Carlos ironiza a declaração de Mourão e diz que o deputado do PSOL, há anos adversário político dos Bolsonaro, deixou o Brasil numa "esperta jogada política cultural", e não por perseguição: "Estranhíssimo seu alinhamento com políticos que detestam o Presidente. Qualquer um sabe que Jean Willians (sic) não saiu do Brasil por perseguição, mas por uma esperta jogada política cultural. Com a palavra, o culto."

Depois, publicou: "Lembro que não estou reclamando do vice só agora e tals.... são apenas informações! Não ataco ninguém". Um pouco mais tarde, respondeu a um tuíte de Levy Fidelix, presidente do PRTB, partido de Mourão. Fidelix compartilhou um vídeo em que o deputado Otoni de Paula (PSC-RJ) critica quem "patrocina" rusgas entre o vice o presidente Jair Bolsonaro. Carlos não é citado nem no vídeo, nem no tuíte de Fidelix.

"Suas posturas nunca foram novidades para ninguém. Não enganam ninguém. Bichinhos característicos, lamentavelmente!", escreveu Carlos. Em resposta a um seguidor que compartilhou o vídeo e escreveu "esse é o culpado, articulando nas costas do Presidente", Carlos respondeu: "Precisa desenhar?"

Nesta quarta, o Estado publicou uma entrevista com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), irmão de Carlos, em que endossa as críticas do irmão. Para ele, as declarações de Mourão têm causado "ruído" e Carlos está "apenas reagindo".

Antes disso, sem citar diretamente o vice, disse que quem despreza a suposta importância do escritor Olavo de Carvalho, guru do bolsonarismo, está demonstrando "total desconhecimento, se lixando para os reais problemas do Brasil ou acha que o mundo gira em torno de seu umbigo por motivos que prefiro que reflitam."

A declaração aconteceu depois que Mourão atacou Olavo por críticas a militares. O vice disse que o escritor deveria se dedicar à astrologia.

Mais tarde nesta quarta, Carlos ainda compartilhou uma publicação com trecho de um comentário veiculado na Rádio Jovem Pan, onde fontes haveriam dito que "poucas vezes detectaram tanta ambição presidencial" em um vice-presidente. Na última publicação da quarta-feira, Carlos ainda compartilhou um vídeo com a análise de um blogueiro sobre a situação, com a legenda "Vice contraria Ministros e agenda que elegeu Bolsonaro Presidente". O nome do vídeo indica que Mourão seria um "traidor". 

Veja as publicações de Carlos Bolsonaro contra Mourão nos últimos dois dias:

1. Resposta a publicação do jornal O Globo.

 

2. Sobre curtida de Mourão em tuíte de jornalista.

 

3. Resposta a seguidor, sobre convite para palestra de Mourão.

 

4. Tradução de convite para palestra de Mourão.

 

5. Vídeo de Mourão sobre crise na Venezuela

 

6. Declaração de Mourão sobre atentado a Bolsonaro

 

7. 'Pela verdade'

 

8. Vídeo sobre rusgas

 

9. Sobre a redução da pena contra Lula

 

10. Sobre a 'despetização' de Onyx

 

11. Resposta a jornalista

 

12. Sobre Jean Wyllys

 

13. 'São fatos'

 

14. Resposta ao presidente do PRTB, Levy Fidelix

 

15. 'Precisa desenhar?'

 

16. Vídeo sobre informações de fontes

 

17. Vídeo em que Mourão seria 'traidor' 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.