Na internet é possível comprar e brigar com os galos

Apesar de proibida pela lei, a briga de galo encontra na internet um território livre. Em rápida busca no Google é possível entrar num leilão para comprar a ave (dá até pra comprar ovos) e também promover uma briga online, o Cock Fighters.No site de leilões mercado livre, um galo de raça chega a custar R$ 300. Os ovos saem por R$ 100, a dúzia. Na página onde um criador do Rio Grande do Sul oferece os bichos há informação de que 21 foram vendidos nos últimos seis meses. O galo de briga, também chamado de galo de combate, pode até ser exportado, mas não há informação disponível de que o Brasil esteja exportando o animal. Para quem não tem como comprar a ave ou frequentar as rinhas, dá para fazer uma briga online. Mas só duas pessoas podem brincar. No jogo, bastante simples, os galos Matraca e Chancro (os nomes podem ser escolhidos) aplicam golpes com a espora e a crista. Quem ganhar três rounds é o campeão. No final de cada round (representando por um ovo), o perdedor cai ensangüentado. Já o galo derrotado no jogo vai direto para a panela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.