Na CNBB, Fruet recebe bênção, mas não obtém apoio

O candidato da terceira via à presidência da Câmara, deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR), visitou nesta quarta-feira a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), mas saiu sem o apoio formal da instituição.O secretário-geral da CNBB, Dom Odilo Pedro Scherer, abençoou o tucano e afirmou: "Dou a bênção, mas isso não significa que eu esteja escolhendo um ou outro candidato", disse Scherer. "A CNBB deixa a decisão para a Câmara". Ele disse também esperar que, na próxima legislatura, "os parlamentares não percam a referência da sociedade e a Câmara não se volte para si mesma".Fruet disse que não esperava o apoio formal da CNBB e que a visita tinha a intenção de reforçar sua bandeira do diálogo do Legislativo com a sociedade. O candidato criticou o encontro do presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), que disputa a reeleição, com os novos parlamentares, marcado para o dia 29."A lição de casa se julga por dois anos e não por uma aula de véspera", afirmou o tucano. "Quando a esperteza é grande, vira bicho e come o esperto". A votação do novo presidente da Câmara acontecerá no dia 1º de fevereiro, depois da posse dos 513 deputados.Na terça-feira, Aldo recebeu o apoio formal do PSB, que elegeu 27 deputados em outubro. No entanto, Luiza Erundina (PSB-SP) manteve sua posição em defesa de Fruet, lançado pelo grupo suprapartidário, do qual ela participa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.