Na Bahia, PSB diz ainda não discutir entrega de cargos

A presidente do diretório baiano do PSB, a senadora Lídice da Mata, diz que "ainda não se discute" saída do partido da administração do petista Jaques Wagner. No Estado, a legenda ocupa apenas um posto no primeiro escalão do governo, a Secretaria de Turismo, a cargo de Domingos Leonelli.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

24 de setembro de 2013 | 17h49

A senadora já anunciou sua disposição para disputar o governo, na eleição do ano que vem, mas afirma que a entrega dos cargos do PSB no governo federal, anunciada pelo governador de Pernambuco e presidenciável Eduardo Campos, na semana passada, "não muda em nada" a relação de apoio que a legenda tem com o governo da Bahia.

"Se essa questão (a entrega dos cargos na Bahia) for colocada como necessária, vamos discutir o tema, mas não é o caso, agora", alega Lídice. "Agora, estamos concentrados em formar a chapa de candidatos a deputado federal e estadual para a eleição de 2014."

A legenda agendou, para a noite de quinta-feira, 26, um "ato político de filiação" para pré-candidatos aos legislativos federal e estadual pelo partido. De acordo com a assessoria do PSB, a legenda "está empenhada em formar uma chapa competitiva" para a eleição no Estado - em 2010, o partido não elegeu nenhum representante para a Câmara.

Entre os que vão ingressar na legenda estão o ex-prefeito de Juazeiro, no norte baiano, e ex-deputado federal Joseph Bandeira (ex-PT) e o ex-prefeito de Brumado, no sudoeste do Estado, Eduardo Vasconcelos (ex-PSDB).

Mais conteúdo sobre:
PSBsaídagovernoBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.