Na África, Mercadante sai em defesa de Orlando Silva

O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloysio Mercadante, que integra a comitiva da presidente Dilma Rousseff em sua viagem à África, iniciada hoje, saiu em defesa do ministro dos Esportes, Orlando Silva, que foi acusado de envolvimento em irregularidades na pasta. "Orlando Silva prestou e tem prestado um grande serviço ao Brasil. Nós tivemos os Jogos Panamericanos, que foram um êxito, temos um calendário que é um grande desafio para o Brasil, com a Copa e as Olimpíadas e ele esteve à frente de todos os eventos, como um grande arquiteto deste caminho e destas iniciativas", disse Mercadante.

TÂNIA MONTEIRO, ENVIADA ESPECIAL, Agência Estado

17 de outubro de 2011 | 14h25

Ao contrário do ministro, a presidente Dilma não quis responder a perguntas sobre a situação do ministro, ao desembarcar em Pretória, na África do Sul. Depois de lembrar que Orlando Silva "é um quadro político muito importante para o País", Mercadante disse que "espera que este episódio seja superado o mais rapidamente possível". Ele lembrou que o ministro já confirmou presença no Congresso Nacional para prestar todos os esclarecimentos e que todas as denúncias serão investigadas. Ressalvou, no entanto, que "o que não pode ter é um pré-julgamento e violar o princípio da presunção da inocência". E emendou: "Vamos aguardar os fatos. Que se apresente alguma prova para que a gente possa saber do que se trata".

O ministro da Ciência e Tecnologia, que é de São Paulo como Orlando Silva, disse que não tratou do assunto com a presidente Dilma e que estava saindo em defesa do seu colega "exatamente pelo carinho que tem por ele". E insistiu em que é importante que se dê, sobretudo, o direito de defesa a quem prestou serviços relevantes e presta serviços tão importantes quanto o ministro Orlando Silva.

Tudo o que sabemos sobre:
Orlando SilvadenúnciasMercadante

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.