Na África, Brasil receberá apoio para ocupar Conselho da ONU

Os chefes de Estado dos países de língua portuguesa, reunidos em São Tomé e Príncipe, na África, vão assinar ainda hoje declaração de apoio expresso ao pleito do Brasil de ocupar uma cadeira permanente no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). A informação é do ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Ao ser perguntado se o Brasil pretende liderar as nações de língua portuguesa. o ministro respondeu: "liderança a gente não aspira. A gente tem ou não tem". Segundo integrantes da comitiva, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a afirmar, no vôo para São Tomé, que o Brasil tem uma dívida social histórica com a África e deve fazer intercâmbios sem parecer exploração ou filantropia. Hoje, em São Tomé, o presidente gravou um comercial para ser veiculado nas televisões de língua portuguesa, sobre o combate à Aids.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.