Músico retira representação contra prefeito do Rio

O músico Bernardo Botkay, mais conhecido como "Botika", de 30 anos, prestou depoimento nesta terça-feira na 15.ª Delegacia de Polícia (Gávea), na zona sul do Rio, e retirou a representação para que a Polícia Civil investigue a agressão que a namorada teria sofrido dos seguranças do prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes (PMDB).

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

28 de maio de 2013 | 19h00

Neste domingo, 26, Paes jantava num restaurante de culinária japonesa no Horto (zona sul da capital) quando, ao sair do estabelecimento para fumar, foi abordado por "Botika" e a namorada dele, a atriz Ana Maria Bonjour, de 34 anos, que também haviam saído do restaurante. O músico xingou e levou dois socos do prefeito do Rio. Os seguranças de Paes intervieram e a briga terminou.

O casal registrou o caso na 15.ª DP. De acordo com o delegado Orlando Zaccone, porém, "Botika" não denunciou a agressão que sofreu do prefeito, mas apenas uma suposta investida dos seguranças a Ana Maria. Só ela fez exame de corpo de delito. Nesta terça-feira, o músico justificou o pedido pelo fim da investigação dizendo que a discussão deve ocorrer "na esfera política, e não na policial". Em alguns crimes de pequeno potencial ofensivo, como lesão corporal leve (que teria sido o caso), a lei permite que a suposta vítima retire a acusação, causando o arquivamento da investigação.

Zaccone afirmou que, diante da vontade manifestada pelo casal, encaminhará a queixa à Justiça para que seja arquivada. Questionado sobre a agressão, no domingo, em entrevista à rádio BandNews FM, Paes admitiu que errou e pediu desculpas à população. "Os seguranças só chegaram depois. Se estivesse com seguranças ali, ele, provavelmente, não teria passado dez minutos xingando todas as gerações da minha família. Não deve ser uma pessoa equilibrada, mas isso não justifica minha atitude. Todo cidadão pode cobrar muito de mim, mas tudo tem limite. Não deveria ter tido a reação, pois sou prefeito da cidade", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Paesbrigamúsico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.