Municípios não podem ser 'grandes vítimas' da crise, diz Lula

Presidente justificou a ajuda federal de R$ 1 bi aos prefeitos para minimizar a perda da arrecadação com a crise

Tânia Monteiro, de O Estado de S. Paulo,

16 de abril de 2009 | 17h25

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva justificou nesta quinta-feira, 16, a concessão de ajuda federal de R$ 1 bilhão às prefeituras afirmando que a União não poderia permitir que os municípios, sendo "a parte mais fraca" da Federação, fossem "as grandes vítimas" da crise.

 

Veja também:

linkTesouro repassará até R$ 1 bilhão a Fundo de municípios

linkLula confirma estudos para mudar cálculo da poupança

 

A uma pergunta sobre os riscos de o governo abrir mão de R$ 1 bilhão neste momento de crise e de queda da arrecadação, o presidente se declarou otimista em relação à possibilidade de melhoria no recolhimento de impostos. Reafirmou, ainda, sua convicção de que a economia começa a dar sinais de recuperação.

 

Lula afirmou que os recursos de R$ 1 bilhão para os municípios estão garantidos. "Isso é sagrado", declarou. Acrescentou que, "na pior das hipóteses, os municípios vão receber o mesmo que receberam no ano passado, que foi um ano muito bom."

Tudo o que sabemos sobre:
Lulamunicípiospacote

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.