Multidão recepciona Lula durante visita ao Recife

A manifestação popular provocada pela visita de Luiz Inácio Lula da Silva ao Recife foi mais de reconhecimento ao que o presidente fez por Pernambuco do que propriamente um ato a favor de Dilma Rousseff, embora bandeiras e adesivos da candidata petista à Presidência estivessem presentes no ato, que durou por cerca de 3 quilômetros, da Praça Oswaldo Cruz à Igreja Nossa Senhora do Carmo, no centro da cidade. Enquanto o carro de som tocava músicas da campanha de Dilma, o povo gritava "Lula, guerreiro do povo brasileiro".

ANGELA LACERDA, Agência Estado

29 de outubro de 2010 | 19h59

O presidente quebrou o protocolo ao chegar no local de concentração abraçando e cumprimentando as pessoas antes de subir no caminhão, de onde acompanhou a multidão, ao lado do governador reeleito Eduardo Campos (PSB) e dos dois senadores eleitos pela coligação, Humberto Costa (PT) e Armando Monteiro Neto (PTB). A área do trajeto foi interditada ao trânsito.

O ato, de 50 minutos, foi feito sob chuva. Ao final, Lula seguiu direto para a base aérea do Recife, de onde iria embarcar para Brasília para assistir ao último debate dos presidenciáveis, hoje à noite, na TV Globo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.