Multa do FGTS é o veto que mais preocupa, diz Ideli

A ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, disse nesta terça-feira, 10, que a reunião que a presidente Dilma Rousseff manteve com os líderes do Senado, nesta tarde, teve o mesmo objetivo da realizada nesta segunda-feira, 9, com as lideranças da Câmara: discutir os vetos presidenciais. A meta é evitar uma derrota do Planalto, sobretudo no veto que impediu a extinção da multa de 10% sobre o FGTS.

RICARDO DELLA COLETTA, Agência Estado

10 de setembro de 2013 | 17h45

De acordo com ela, a multa representou cerca de R$ 3,2 bilhões no ano passado, valor que foi totalmente usado no programa "Minha Casa, Minha Vida". "A multa do FGTS é o veto que mais preocupa", reconheceu a ministra. Segundo ela, se a multa cair, haverá forte impacto no programa habitacional.

Mais conteúdo sobre:
DilmalídereSenadoFGTS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.