Mulheres vão poder pilotar aviões da FAB

Depois de 60 anos da criação da aeronáutica no País, a Força Aérea Brasileira (FAB) está abrindo inscrições para mulheres que queiram se tornar piloto de avião. Embora já existam mulheres na aeronáutica há 20 anos, essa é a primeira vez que elas poderão integrar a área de aviação e atingir o maior posto da FAB, que é o de tenente-brigadeiro do ar. As interessadas devem ter concluído ou estar terminando o ensino médio neste ano, serem solteiras, possuírem estatura mínima de 1,60 metro e idade até 20 anos. O capitão da Aeronáutica Raul Moreira Neto afirmou que o curso tem duração de quatro anos e será ministrado na Academia da Força Aérea Brasileira. Lá, as mulheres irão aprender a pilotar os aparelhos T-25 Universal e o T-27 Tucano, ambos de fabricação nacional. Em entrevista concedida ao programa Bom Dia São Paulo, da TV Globo, o militar informou que as inscrições para o curso vão até o dia 20 de setembro. "A parte escrita dos exames será realizada no dia 11 de novembro. Depois, haverá os exames de saúde, psicológicos e físicos e o resultado final será divulgado no dia 7 de fevereiro de 2003. O ingresso das aprovadas na academia acontecerá no dia 10 fevereiro. A inscrição custa R$ 30 e os manuais podem ser retirados em qualquer organização da FAB". Outras informações podem ser obtidas no site www.fab.mil.br/ingresso/index/htm

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.