Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mulheres sem-terra saqueiam caminhão de leite no Pontal

Cerca de 25 mulheres e 20 crianças de um acampamento do Movimento dos Sem-Terra (MST) bloquearam hoje uma estrada rural de Sandovalina, no Pontal do Paranapanema, obrigaram a parada de um caminhão de leite e retiraram 25 litros do produto. O grupo fez uma barreira humana sobre a pista de terra, com as crianças à frente, para forçar o motorista José de Oliveira a parar. Em seguida, pegaram um galão cheio. A coordenadora dos sem-terra, Dolores Rodrigues dos Santos, disse que uma cota diária de leite havia sido prometida pelo dono do frigorífico Novo Tempo, mas não estava sendo entregue. "Então a gente resolveu vir pegar." Ela disse que o leite é necessário para as crianças do acampamento. "Pior do que pegar é deixar elas chorando de fome." O motorista usou o telefone celular para chamar a polícia. Dois policiais militares foram até o local e registraram a ocorrência. Uma hora depois, o caminhão foi liberado. O grupo de sem-terra caminhou de volta para o acampamento levando o leite. O delegado de Sandovalina, Eduardo Moreira, informou que vai abrir inquérito depois de ouvir o proprietário do laticínio que, hoje, estava viajando.

Agencia Estado,

25 de julho de 2003 | 19h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.