Mulheres são vítimas de seqüestro-relâmpago

Durante seis horas, a publicitária Daniela Pacheco e a engenheira Ana Paula Tozzi ficaram em poder de assaltantes que chegaram a fazer compras no valor de mais de R$ 5 mil num supermercado aberto 24 horas. Elas foram rendidas de madrugada, no bairro Mangabeira, região sul de Belo Horizonte e levadas para o motel Green Park em Sabará, na região metropolitana.Um dos assaltantes ficou no quarto com as mulheres enquanto outro saiu para fazer compras. A polícia conseguiu localizar as vítimas graças a uma pessoa que passava no local. A testemunha perseguiu o carro e chamou a polícia. O celular ligado de uma das vítimas ajudou na localização.O motel foi cercado por policiais militares que conseguiram prender os dois assaltantes e libertar, ilesas, as duas mulheres. Os assaltantes, Luís Carlos Ferraz, de 18 anos, e Douglas de Oliveira, de 21, não estavam armados. Eles foram levados para o Departamento Estadual de Operações Especiais e autuados em flagrante. Douglas de Oliveira é acusado do homicídio de um delegado de polícia no Sul de Minas Gerais, quando ele tinha 14 anos de idade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.