Mulheres reprovam charge com Dilma como prostituta

Mulheres representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) fizeram do anúncio de apoio formal à candidatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República, na Confederação Nacional de Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura (Contag), um ato de desagravo à petista, retratada em uma charge do artista Nani como uma garota de programa. A ilustração foi publicada no site do chargista e republicada em um blog.

CAROL PIRES, Agência Estado

13 Julho 2010 | 14h33

A vice-presidente da CUT, Carmem Foro, criticou a charge, a qual considerou "absolutamente desrespeitosa", e disse que a imagem ofende não só a candidata como "todas as mulheres brasileiras". "A cada dia que passa a mídia é o verdadeiro opositor da continuidade do nosso projeto, não só com matérias, mas com charges. E nós mulheres temos que gritar a nossa voz. Quando uma charge atinge uma mulher, ela atinge a todas nós", emendou Rosane Silva, secretária nacional de Mulheres da CUT. A Contag também aprovou uma nota de repúdio à charge.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.