Mulheres da Via Campesina desocupam fazenda no RS

Cerca de 200 mulheres da Via Campesina, que estavam acampadas na Fazenda Cerro Alto, em Eldorado do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre, começaram a desocupar o local nesta quarta-feira, 7.A família Fichtner, proprietária da fazenda, havia pedido a reintegração de posse à Justiça na tarde de terça-feira, 6, e a desocupação foi ordenada. No início da tarde desta quarta-feira, as mulheres marchavam até o acampamento de onde vieram, em Charqueadas, acompanhadas pela Brigada Militar.O objetivo das invasões era protestar contra as plantações de eucaliptos no local. Com a desocupação, na terça-feira, de duas propriedades invadidas, em Rosário do Sul e em São Francisco de Assis, somente a Fazenda Silveiras, da Votorantim, em Pinheiro Machado, continua ocupada no Estado.Todas as invasões fazem parte da mobilização nacional do MST pelo Dia Internacional da Mulher, celebrado na quinta-feira, 8. Em 2006, cerca de 1,5 mil mulheres destruíram um viveiro e um laboratório da Aracruz Celulose, em Barra do Ribeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.