Mulher tenta entrar armada em presídio

Uma mulher foi presa em flagrante ao tentar entrar com uma arma na Penitenciária Serrano Neves (Bangu 3). Terça-feira é dia de visita íntima na unidade e Cristiane Bandeira Ribeiro, de 30 anos, foi descoberta por uma agente penitenciária durante a revista que precede a entrada dos visitantes. A pistola, um modelo Taurus calibre 380, estava escondida no fundo falso de um pote que continha feijão. Cristiane e o detento que receberia a visita, Evivaldo Nunes Barbosa, foram levados para a 34.ª Delegacia Policial para interrogatório.A mulher responderá a um processo criminal e Barbosa terá seu comportamento avaliado por uma comissão técnica de classificação. O diretor-geral do Departamento de Sistema Penitenciário (Desipe), Manuel Pedro da Silva, classificou o caso como um episódio "isolado", sem qualquer relação com as rebeliões de São Paulo. Ele garantiu que a situação no sistema penitenciário fluminense permanece tranqüila. Os 27 presídios do Estado abrigam 18 mil detentos. Desde o fim de semana, houve um reforço de 300 PMs na área dos complexos de Bangu (zona oeste) e da Frei Caneca (centro), das penitenciárias Edgard Costa e Vieira Ferreira Neto - ambas em Niterói, Grande Rio -, nas unidades Galpão da Quinta, Ari Franco e na Escola João Luiz Alves (para menores), essas três localizadas na zona norte. Bangu e Frei Caneca foram os principais alvos de preocupação, recebendo 100 e 50 homens extras, respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.