Mulher entra em coma após injetar silicone nas nádegas

A empregada doméstica Rosângela Dantas de Jesus, de 29 anos, está internada em estado de coma no Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, em conseqüência de uma injeção de silicone para aumentar as nádegas. A injeção foi aplicada pelo travesti Édson Lima Matos, conhecido como "Piroco", que cobrou R$ 300 pela "cirurgia plástica". "Piroco" está sendo procurado pela polícia. Outras cinco mulheres já foram atendidas nas últimas semanas devido ao mesmo problema, segundo disse hoje o médico Carlos Briglia do HGE.Ele informou que o estado de Rosângela é "lastimável" porque o aplicação do silicone provocou uma infecção grave, resultando na necrose de uma grande área da epiderme das nádegas. Os médicos precisaram realizar cinco operações para retirar tecido necrosado e a paciente ainda corre risco de vida.A dona de casa Norma Cunha, patroa de Rosângela, disse que a empregada recebeu a injeção no dia 3 de março e a partir de então passou a se sentir mal. Conforme Norma, um dos "procedimentos" de "Piroco" na "operação" foi fechar o orifício da injeção com esmalte de unha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.