Mulher de Minc é empregada por deputada, revela jornal

Não bastasse a existência das nomeações realizadas por atos secretos, que dificultam o rastreamento dos apadrinhamentos, foi constatada agora a prática do nepotismo cruzado. A mulher do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, por exemplo, trabalha desde abril no gabinete da deputada Cida Diogo (PT-RJ), segundo reportagem publicada ontem pelo jornal "O Globo". De acordo com a publicação, Maria Margarida de Oliveira, mulher do ministro, foi trabalhar no gabinete de Cida Diogo depois de Flávia Martins Marques ser contratada como assessora especial do ministro. Flávia é parente de Cida Diogo. O emprego de parentes em gabinetes diferentes pode ser caracterizado como nepotismo cruzado.

AE, Agencia Estado

08 de julho de 2009 | 08h33

Em nota divulgada ontem, Minc afirma que a denúncia é ?infundada?. ?Flávia Martins Marques não tem qualquer relação de parentesco com nenhum dos citados. Maria Margarida Galamba de Oliveira e Flávia Martins Marques cumprem suas respectivas funções no gabinete da deputada Cida Diogo, na Câmara dos Deputados, e no Ministério do Meio Ambiente - e não há qualquer lei ou regimento que impeça este trabalho?, disse o ministro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
nepotismoCarlos Mincdeputadamulher

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.