"Muita, muita cautela com CPI da corrupção"

O líder do PFL, deputado Inocêncio Oliveira (PE), demostrou cautela, há pouco, a uma pergunta sobre a proposta de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as denúncias de corrupção no governo feitas pelo senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA). Ao sair de audiência com o presidente Fernando Henrique Cardoso, no Palácio da Alvorada, Inocêncio disse que, "primeiro, o partido precisa conversar muito e ter muita, muita cautela". O pefelista citou uma frase clássica no mundo político sobre as CPIs: "Você sabe como elas começam, mas não como terminam."Ao comentar o fato de o presidente, ao se referir nesta quinta-feira ao senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), ter usado termos como "tartufo" e "bufão", Inocêncio aproveitou para justificar os termos duros que empregou contra o governo durante sua campanha para a Presidência da Câmara: "Está vendo como, na emoção, a gente diz coisas que não quer dizer?"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.