Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mudanças na Previdência tira sentido social, diz Lula

O porta-voz da Presidência da República, André Singer, relatou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva avalia que "mudanças significativas" no relatório de reforma previdenciária aprovado pela Comissão Especial da Câmara vão descaracterizar o sentido social da proposta e desequilibrar a Previdência. Singer fez esta declaração ao ser indagado sobre a opinião de Lula a respeito da sugestão dos líderes do governo no Congresso de elevar o subteto para o Poder Judiciário Estadual de 75% para 90,25% do salário do ministro do Supremo Tribunal Federal."O presidente considera que a negociação até aqui foi positiva, mas considera também que mudanças significativas no relatório apresentado pelo deputado José Pimentel (PT-CE) poderão descaracterizar o sentido social da reforma, e também desequilibrar a Previdência", disse o porta-voz. Lula teria evitado, segundo o porta-voz, comentar a decisão dos juízes de suspender a greve que estava prevista para o período de 5 a 12 de agosto. "O presidente continua a confiar que os juízes atuarão dentro dos limites do bom senso e da constitucionalidade", disse Singer.

Agencia Estado,

30 de julho de 2003 | 19h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.