Mudanças de última hora garantem ao menos mais sete votos a Temer

Ao todo, 13 deputados reassumiram seus mandatos nesta quarta para participar da votação

Thiago Faria, O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2017 | 17h02

BRASÍLIA - A exoneração de dez ministros e a de secretários estaduais da Bahia e de Pernambuco para reassumirem seus mandatos na Câmara deve garantir ao presidente Michel Temer ao menos mais sete votos contra a denúncia nesta quarta-feira, 2. Ao todo, 13 deputados reassumiram seus mandatos nesta quarta para participar da votação, segundo informações da Secretaria-Geral da Mesa da Câmara.

Destas 13, dez foram de ministros que voltaram à Câmara. Dos suplentes desalojados, três pretendiam votar a favor da aceitação da denúncia, dois disseram estar indecisos e outros dois não quiseram responder sobre o voto, conforme o Placar do Estado.

Era o caso, por exemplo, de Assis Melo (PCdoB-RS), que foi afastado após o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB-RS), reassumir o cargo. Melo iria votar pela aceitação da denúncia.

Também reassumiram os cargos os ministros Marx Beltrão (PMDB-AL), Bruno Araújo (PSDB-PE), Antonio Imbassahy (PSDB-BA), Leonardo Picciani (PMDB-RJ), Osmar Terra (PMDB-RS), Maurício Quintella Lessa (PR-AL), Sarney Filho (PV-MA) e Fernando Coelho FIlho (PSB-PE).

Além dos ministros, três secretários estaduais foram exonerados de seus cargos para reassumir o mandato na Câmara. Josias Gomes (PT-BA) e Fernando Torres (PSD-BA), da Bahia, porém, devem se abster na votação, o que, de qualquer forma ajuda Temer. Para que a Câmara autorize o Supremo Tribunal Federal a analisar a denúncia são necessários 342 votos favoráveis.  

Já Sebastião Oliveira (PR-PE), que deixou o cargo no governo de Pernambuco para votar hoje, deve ser contra a denúncia. Ele, no entanto, substitui Guilherme Coelho (PSDB-PE), que também havia se declarado contra a denúncia. 

Veja a lista de deputados que voltaram nesta quarta à Câmara:

ALAGOAS

SAI

Rosinha de Adefal (PTdoB)

ENTRA

Marx Beltrão (PMDB)

SAI

Nivaldo Albuquerque (PRP)

ENTRA

Maurício Quintella Lessa (PR)

BAHIA

SAI

Marcos Medrado (PODE)

ENTRA

Antonio Imbassahy (PSDB)

SAI

Robinson Almeida (PT)

ENTRA

Fernando Torres (PSD)

SAI

Davidson Magalhães (PCdoB)

ENTRA

Josias Gomes (PT)

MARANHÃO

SAI

Alberto Filho (PMDB)

ENTRA

Sarney Filho (PV)

PERNAMBUCO

SAI

Guilherme Coleho (PSDB)

ENTRA

Sebastião Oliveira (PR)

SAI

Severino Ninho (PSB)

ENTRA

Fernando Coelho Filho (PSB)

SAI

Creuza Pereira (PSB)

ENTRA

Bruno Araújo (PSDB)

SAI

Carlos Eduardo Cadoca (PDT)

ENTRA

Mendonça Filho (DEM)

RIO DE JANEIRO

SAI

Wilson Beserra (PMDB)

ENTRA

Leonardo Picciani (PMDB)

RIO GRANDE DO SUL

SAI

Jones Martins (PMDB)

ENTRA

Osmar Terra (PMDB)

SAI

Assis Melo (PCdoB)

ENTRA

Ronaldo Nogueira (PTB)

Mais conteúdo sobre:
Câmara dos Deputados Michel Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.