Múcio intensifica negociações por votos para CPMF

O governo continua empenhado em conseguir os votos para aprovar a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). O ministro das Relações Institucionais, José Múcio, usa o telefone em seu gabinete em busca de votos de aliados. Ele já se reuniu com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e com o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). No encontro, eles avaliaram que se o governo não tiver a garantia de 49 votos favoráveis à CPMF, a emenda não será colocada em votação e eles prosseguirão as negociações. Os assessores palacianos insistem que o governo está aberto a negociações, mas não querem falar sobre a possibilidade de todo o dinheiro ir para a saúde, alegando que poderá atrapalhar as negociações. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também participa de negociações do seu gabinete.

TÂNIA MONTEIRO, Agencia Estado

11 de dezembro de 2007 | 18h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.