Múcio alerta que 'há uma falta de recursos para a saúde'

Apesar de afirmar que o governo não vai se envolver na decisão do Congresso Nacional de recriar um tributo vinculado à área da saúde, o ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, alertou que há falta de recursos para a área. "Eu vou responder de forma pragmática. Alguma coisa precisa acontecer. Ou através de reforma tributária ou... Há uma falta de recursos para a saúde. O ministro Temporão (José Gomes Temporão, da Saúde) chega daqui a pouco aqui (no Ministério da Fazenda) e pergunte a ele o que ele está passando", disse Múcio, a uma pergunta se pessoalmente ele é favorável ou não à criação de uma nova CPMF. Enquanto dava essas declarações, o ministro da Saúde chegou ao Ministério para um encontro com o ministro Guido Mantega. Múcio lembrou que Temporão foi dormir "cheio de dinheiro" e acordou pobre, numa referências às negociações para a aprovação da CPMF, no Senado, que previam um adicional de R$ 24 bilhões na área da saúde, rejeitado pela oposição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.