Múcio adia viagem para acompanhar CPI dos Cartões

Para tentar evitar manobra da oposição na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Cartões Corporativos, o ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, adiou para o final da tarde a viagem para Pernambuco para integrar a comitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que embarcou pela manhã. O objetivo é acompanhar os trabalhos da CPI e tentar impedir a convocação da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, para explicar o dossiê sobre os gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, denunciado pela revista Veja. Além disso, o PSDB pretende votar vários requerimentos para forçar a Presidência da República a liberar as despesas do gabinete presidencial e da família do presidente Lula, com os cartões corporativos. A decisão de Múcio de adiar a viagem foi de comum acordo com o presidente Lula, já que muitos ministros estão fora de Brasília, hoje, para integrar a comitiva presidencial. Entre eles, Dilma Rousseff, da Casa Civil; Nelson Jobim, da Defesa; Edison Lobão, de Minas e Energia; Hélio Costa, das Comunicações; Sérgio Rezende, de Ciência e Tecnologia; Geddel Vieira Lima, da Integração Nacional e Márcio Fortes, das Cidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.