MST tenta nova negociação com Incra

Um dos coordenadores nacionais do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), Gilmar Mauro, foi esta manhã à casa do prefeito de Uruana de Minas, (MG), Sebastião Caetano (PSDB), tentando, por telefone, abrir um canal de negociação com o Incra. As famílias dos sem-terra, que ontem decidiram se retirar da fazenda Renascença, de propriedade do embaixador do Brasil na Itália, Paulo Tarso Flecha de Lima, para que fossem retomadas as negociações, estão em frente a fazenda.Hoje à tarde eles vão decidir em assembléia qual o próximo passo, caso o Incra não aceite retomar as negociações sobre a pauta de reivindicações. Gilmar Mauro não descartou a possibilidade de voltar a ocupar a Renascença. Ele disse que o ministro do Desenvolvimento Agrário, Raul Jungmann, ao desrespeitar o acordo fechado com a intermediação do governo de Minas e a prefeitura de Uruana para a retomada das negociações, está "entorpecendo o processo de reforma agrária".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.