MST tem até às 18h45 para desocupar a Conab em Brasília

A assessoria de imprensa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) informou que termina às 18h45 o prazo para que o grupo de sem-terra, que invadiu a área de armazéns da empresa em Brasília, desocupe o local. Os integrantes do MST receberam na quarta-feira uma notificação comunicando a decisão liminar do juiz substituto da 2ª Vara Federal de Brasília, Rodrigo Navarro de Oliveira, determinando a desocupação da área em 24 horas.A Conab informou que os sem-terra disseram hoje que não vão deixar a área e irão para o confronto, caso a polícia tente cumprir a ordem do juiz. A assessoria da Conab garante que as polícias Federal e Militar já estão preparadas para retirar o grupo. Segundo a empresa, os sem-terra já provocaram alguns estragos no patrimônio, como a quebra de cadeados e balanças, além de estarem usando os veículos para fazer manobras arriscadas como "cavalo de pau". A Conab alerta para o risco de incêndio porque os sem-serra estão fazendo fogueiras perto dos armazéns. Em alguns deles, estão guardados produtos químicos e inflamáveis.Ontem os representantes do MST estiveram reunidos com o Incra e a Conab para tentar negociar mas não houve avanços. Eles exigem o cumprimento do acordo feito em junho, quando invadiram a mesma área. O MST quer novos assentamentos, a liberação de crédito e infra-estrutura para os assentamentos. O governo exige a desocupação do local para iniciar as negociações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.