MST rompe trégua e volta a invadir fazenda no Pontal

Cerca de 500 integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) invadiram de madrugada a Fazenda São Domingos, com cerca de 2 mil hectares, no município de Sandovalina, no Pontal do Paranapanema. A ação marca a retomada das ações do MST na região, depois de quatro meses de trégua, motiva pelas eleições municipais.O grupo é o mesmo que havia sido despejado dessa fazenda no início de agosto, depois da última invasão, ocorrida no dia 29 de julho deste ano. Os sem-terra estavam acampados em uma área do assentamento Nova Pontal, no mesmo município. Essa foi a quinta invasão da São Domingos pelo MST desde que o movimento passou a agir na região, no início da década de 90. Em uma delas, houve reação armada e 11 sem-terra ficaram feridos. O advogado dos donos da fazenda, Conrado Vendramini, deve entrar com pedido de reintegração de posse na segunda-feira, no Fórum de Pirapozinho. Segundo a União Democrática Ruralista (UDR), a invasão da São Domingos deve desencadear uma nova série de ações do MST na região. Os alvos do movimento, segundo a entidade, são outras 20 fazendas em 15 municípios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.