MST reage à prisão de Rainha com novas invasões

O Movimento dos Sem-terra (MST) reagiu à prisão de um dos seus principais lídres, José Rainha Júnior, invadindo simultaneamente duas fazendas na madrugada de hoje no Pontal do Paranapanema. Foram ocupadas pelos sem terra a Fazenda Santa Fé, no município de Sandovalina e a Fazenda Barracão de Zinco, em Teodoro Sampaio.Cerca de 200 militantes cortaram as cercas e entraram na propriedade de Sandovalina, enquanto outros 180 ocupavam a de Teododo de Sampaio. Um dos lideres, Valmir Rodrigues Chaves disse que as invasões fazem parte da jornada nacional de luta do Movimento. Ele afirmou que o MST quer mostrar que não depende apenas de Rainha para alcançar seus objetivos. "Com Zé ou sem Zé, o movimento está de pé", repetiam em refrão, os invasores.Um grupo de fazendeiros reuniu-se nas proximidades da Fazenda Santa Fé para decidir que providências seriam tomadas. Até as 11h30 o proprietário não tinha sido localizado. Valmir Chaves disse que os fazendeiros pararam suas camionetes perto da área invadida e fizeram ameaças. "Não aceitamos as provocações porque não queremos confronto", disse Chaves.O líder José Rainha foi preso na quinta-feira portando uma escopeta calibre 12, arma de uso restrito. O crime é inafiançável. Ele está recolhido em uma cela da cadeia pública de Presidente Venceslau. A Justiça de Teodoro Sampaio, sede da comarca, negou um pedido de relaxamento da prisão em flagrante apresentado pelo advogado de Rainha, José Henriques. Ele requereu também a liberdade provisória do acusado, mas o juiz Atis Araújo ainda não se manifestou sobre o pedido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.