MST quer estimular cadastramento

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) organiza hoje uma assembléia para estimular o cadastramento de pessoas interessadas no programa Acesso Direto à Terra, o projeto de reforma agrária feito pelos Correios. Só em Ribeirão Preto já existem cerca de três mil famílias cadastradas, segundo o diretor nacional do MST, Gilmar Mauro. O encontro, realizado na Esplanada do Theatro Pedro II, pretende criar núcleos nos bairros e escolher coordenadores para debater a reforma agrária com a sociedade. "Além das ocupações, que muitos não querem, podemos desenvolver formas de lutas alternativas e diferentes, organizando um trabalho de base na cidade", explica Mauro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.