MST promove manifestação pró-Rainha

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) espera reunir pelo menos 2 mil militantes em manifestação de protesto contra a ordem de prisão de José Rainha Júnior e de outros cinco líderes do movimento, amanhã, em Teodoro Sampaio, no Pontal do Paranapanema, em São Paulo. Além dos líderes do MST, a Justiça decretou a prisão preventiva de 12 militantes do movimento. Destes, seis estão presos.Segundo a coordenação regional, ônibus fretados pelo movimento vão percorrer os assentamentos da região para transportar os sem-terra até a praça central da cidade, local da manifestação. Integrantes dos movimentos dissidentes, como o Terra Brasil e o Movimento dos Agricultores Sem-Terra (Mast) foram convidados a participar. Os manifestantes vão cobrar também a retomada dos assentamentos de sem-terra na região.A polícia militar foi colocada de prontidão. José Rainha e outros cinco líderes tiveram a prisão preventiva decretada no dia 23 de maio pelo juiz Atis de Araújo Oliveira, de Teodoro Sampaio, por formação de quadrilha. Eles foram acusados de impedir, por meios violentos, o assentamento de famílias do Mast pelo Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp). Até hoje, continuavam foragidos. Outros 12 militantes do MST tiveram a prisão decretada pelo mesmo motivo. Destes, seis estão presos em cadeias da região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.