MST ocupa usina de açúcar desativada

A Usina de Açúcar Itapetingüi, situada às margens da rodovia BR-324, no município de Amélia Rodrigues, a pouco mais de 70 quilômetros da capital baiana, foi invadida e ocupada nesta manhã por cerca de mil trabalhadores rurais sem-terra. Os cadeados do portão foram arrombados a golpes de facão e o vigilante Edvaldo Santos, "convidado" a deixar o local. "Eu não pude fazer nada, tive que sair", lamentou. Os sem-terra participavam de uma marcha entre Feira de Santana e Salvador, iniciada na noite da sexta-feira, pela BR-324, em evento alusivo aos dez anos do massacre de Eldorado dos Carajás (PA). Inicialmente, eles pretendiam chegar a Salvador amanhã, para protestar contra a impunidade dos policiais militares que mataram os 11 trabalhadores rurais paraenses. No entanto, ao passarem pelo portão da usina (desativada há sete anos) decidiram ocupar o local. "Isso aqui é terra improdutiva; nós queremos a desapropriação desta usina e das diversas propriedades nessa mesma situação localizadas nas margens da BR-324", disse Mauro Lúcio Xavier, um dos líderes do MST na Bahia e que comandou a ocupação da Itapetingüi. Os sem-terra já armaram várias barracas no pátio do casarão principal da propriedade. As lideranças do MST estão definindo se vão cumprir a programação traçada para esta semana, principalmente o ato de protesto que fariam em frente ao Tribunal de Justiça da Bahia. Alguns defendem que mais trabalhadores se dirijam para a usina, com o objetivo de consolidar a ocupação. Os líderes devem, contudo, participar de uma reunião marcada para amanhã, em Salvador, com vários secretários estaduais, quando pretendem pedir ações e obras do governo baiano nos assentamentos do MST.Um dos proprietários da Itapetingüi, José da Costa Falcão, já entrou com uma ação de reintegração de posse de terra na Justiça baiana. As terras da usina pertencem à família do prefeito de Amélia Rodrigues, Paulo César Bahia Falcão (PHS).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.