MST ocupa sede de fazenda em Eldorado dos Carajás

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) ocuparam na quarta-feira, 14, a sede da Fazenda Peruano, em Eldorado dos Carajás, no Pará. De acordo com a porta-voz do movimento, Maria Raimundo, o objetivo é denunciar a extração ilegal de madeira feita pelo fazendeiro Evandro Mutran. Ainda segundo o MST, ele ocupa ilegalmente a área, formada por terras públicas. Desde 2004, cerca de 400 famílias ligadas ao movimento ocupam metade da fazenda - que está sendo desapropriada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Até agora a sede tinha sido preservada. Vale do Paraíba Na terça-feira, 13, cerca de 20 pessoas ligadas ao movimento União Socialista pela Terra invadiram a Fazenda Abrahão, em Taubaté, no Vale do Paraíba. O local, onde existe uma granja desativada, tem galpões abandonados, que serviram de abrigo aos manifestantes. O protesto, segundo o líder da ocupação, Sérgio Henrique Pires, foi realizado para forçar o Incra a conceder a posse de fazendas improdutivas na região às famílias. "Esta fazenda não é nosso interesse", disse Pires. "A área que queremos não pode ser ocupada, senão o processo de desapropriação não anda." De acordo com o líder da ocupação, a Fazenda Abrahão foi escolhida pela improdutividade. O dono da área, Adalberto Abrahão de Carvalho, nega que ela seja improdutiva e entrou com pedido de reintegração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.