MST ocupa mais três áreas em Pernambuco

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) ocupou nesta sexta-feira mais três áreas em Pernambuco, totalizando seis ocupações em julho. De acordo com a assessoria do MST em Pernambuco, 440 famílias participaram das três ações. Os sem-terra ameaçam promover novas invasões neste final de semana.Foram ocupados os engenhos Estreito, pertencente à Usina Água Branca, e o Engenho Limão, ambos em Quipapá, na zona damata, e o Gruta Nova em Canhotinho, no agreste. O MST informou que as três áreas foram reivindicadas ao Incra pelomovimento, desde o ano passado, quando foram pedidas vistorias, até agora não realizadas.TensãoSegundo o MST-PE, em Gruta Nova, onde 150 famílias teriam participado da invasão a situação é de tensão e mais famílias daregião estavam sendo mobilizadas para entrar na área a fim de impedir um eventual despejo por "pistoleiros" que estariam cercandoa área.Os sem-terra que ocuparam a Fazenda Riachão de Dentro, em Lagoa dos Gatos, no agreste, nesta semana, quando destruíram ocurral e o galpão da propriedade, ainda estão no local. Apesar da expectativa, o despejo judicial não ocorreu até hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.